Eu não gosto muito dessas receitas que enganam nosso cérebro. Não sou à favor, por exemplo, de falar “arroz de couve-flor”. Arroz é arroz. Couve-flor é couve-flor! Então nesse caso, aconselho que você abstraia o registro que você tem de risoto feito com arroz, porque não é isso que teremos.

Teremos sabor de couve-flor, com uma textura parecida com de risoto. Bem cremosinho e temperadinho, e com uma leve textura crocante dos pedacinhos da couve-flor.

Essa é uma forma diferente de comer esse legume que tanta gente ignora, mas que é super versátil e fica bom cozido, assado, gratinado, no meio de uma sopinha, misturadinho no arroz…enfim, mil e uma utilidades para essa belezura. E hoje eu descobri mais uma!

Como sempre, cheguei em casa com uma fome DUCÃO e é nessas horas que eu viro a maior masterchef deste planeta. Fui catando tudo que tinha na frente e jogando na panela e…voilá! Não é que ficou bom?

Bora!

Risoto de couve-flor com molho agridoce de tomatinhos

Ingredientes
Para o risoto:
1 maço de couve-flor triturado
1 colher de sopa de óleo de sua preferência (usei de coco)
1/2 cebola picada 
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 xícara de leite (usei de amêndoa, mas pode ser o de vaca)
1 pitada de sal
1 pitada de noz-moscada
1/2 maço de espinafre picado grosseiramente 
1 punhado de queijo parmesão ralado na hora

Para o molho
1 colher de sopa de óleo de sua preferência (usei de coco)
1/2 cebola picada
1 caixa de tomatinho-cereja
1/2 xícara de shoyu
1 colher (sopa) de açúcar
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta-do-reino

Modo de preparo 
Comece triturando essa couve! Retire as folhas, corte as flores em pedaços e passe no ralador ou bata no processador, até obter uma textura parecida com a de arroz. Cuidado porque se bater muito pode virar um purê, então, vá devagar, com pequenas pulsadas.

Aí vamos fazer um molhinho branco clássico: aqueça o óleo, refogue a cebola, acrescente a farinha e, aos poucos, o leite. Vá mexendo com o fue até engrossar. Tempere com o sal e a noz-moscada, então, quando estiver tudo bem encorpado, acrescente a couve-flor e mexa bem. Por fim, acrescente o espinafre e o parmesão.

Molho: corte os tomatinhos ao meio. Aqueça o óleo, refogue a cebola. Quando tiver douradinho, acrescente os tomatinhos, o shoyu, o açúcar, o sal e a pimenta. Mexa bem e cozinhe em fogo baixo até que os tomatinhos estejam ligeiramente murchos e o molho esteja mais grossinho.

Protinho!